Tamaño letra:

Boletim Criança Não é de Rua - jun.13

click para visualizar em imagem

 

23 de Julho - Dia Nacional de Enfrentamento à Situação de rua de Crianças e Adolescentes.  

Comunicamos aos parceiros das instituições que realizam anualmente a Ação Nacional Criança Não é de Rua, que a partir de hoje estaremos juntos preparando a Ação 2013. Nossa meta é que todas as capitais brasileiras participem da manifestação.

 

Deste ano em diante a ação acontecerá sempre no dia 23 de julho, em referência à ‘‘Chacina da Candelária’’ ocorrida há 20 anos no Rio de Janeiro.

 

Na madrugada de 23 de julho de 1993, em frente à Igreja da Candelária policiais abriram fogo contra cerca de 70 pessoas que dormiam no entorno da Igreja. 08 (oito) jovens foram barbaramente assassinados no centro comercial e religioso da capital carioca.

 

Há 20 anos no Rio de Janeiro é realizada uma caminhada partindo da Igreja da Candelária até uma praça onde ocorre um ato público para denunciar qualquer forma de violência, discriminação exploração, crueldade e opressão sem distinção de cor, raça, classe, gênero ou credo.

 

Nossa proposta:

Caminhada de uma igreja (para lembrar o episódio da Candelária), para uma praça encerrando com um ato público com a participação de mães de crianças ou adolescentes em situação de rua (ou acolhidos institucionalmente).

 

Nossos Objetivos:

1. Consolidar o dia 23 de julho, dia em que ocorreu a Chacina da Candelária, como o Dia Nacional de Enfrentamento à Situação de Rua de Crianças e Adolescentes.;

 

2. Iniciar uma ‘‘contagem regressiva’’ para a apresentação da Política Nacional de Enfrentamento a Situação de Rua de Crianças e Adolescentes;

 

3. Denunciar a ausência de dados sobre a situação de rua de crianças e adolescentes no Brasil.

 

Algumas Atividades do Mês de Maio

 

22, 23 e 24/05 – Curitiba - PR

A Coordenação da Campanha visitou Curitiba e se reuniu com integrantes da Rede de Instituições de Acolhimento (RIA). Na cidade existe uma “central de vagas” que recebe toda a demanda e conhece o perfil de cada instituição e a partir daí realiza os encaminhamentos.

 

Visita ao Lar Moisés. Um interessante trabalho de fortalecimento do vínculo familiar. A ideia central é que toda e qualquer ação proposta ao acolhido deve ser executada com o acompanhamento dos pais. Algumas dessas ações são inegociáveis como reunião dos pais na escola, médico e atividades de lazer como cinema, passeio, etc. Em Curitiba esta organização é reconhecida pelo poder público por fortalecer  o vínculo familiar.

 

Bernardo Rosemeyer, em visita ao Lar Mãe Maria. Instituição bem equipada e com uma ótima estrutura.

 

Manoel Torquato apresenta os dados da Plataforma Digital Rua Brasil S/N para integrantes do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

 

Foram visitadas ainda duas unidades de acolhimento da Fundação de Assistência Social - FAS, a quem agradecemos pela receptividade e parceria neste processo.

 

15/05 - São Bernardo do Campo - SP 

 

Nei Robson, Coordenador do Projeto ‘‘Rede Nacional de  Atenção à Criança e ao Adolescente em Situação de Rua’’ em visita ao Projeto Meninos e Meninas de Rua. Na ocasião foi divulgada a metodologia do Projeto que visa construir a Política Nacional de Enfrentamento à Situação de Rua de Crianças e Adolescentes.

 

10/05 - Seminário em Cuiabá - MT 

O articulador institucional Marcos Levi Nunes durante encontro com parceiros de Cuiabá.

 

 

Atenciosamente,

 

Quênia de Oliveira

Secretária da Camp. Nac. Criança Não é de Rua

( (+ 55 85) 3212-9477 - 3212-2836 

* Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.